sábado, 15 de março de 2014

Resenha: A Culpa é das Estrelas* - John Green


*O verdadeiro amor nasce em tempos difíceis.*

Informações do livro:


Autor: John Green
Gênero: Romance Dramático
Editora: Intrínseca
Ano: 2012 (Brasil)
Páginas: 288
Sinopse:
Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante – o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos -, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.



Vamos a Resenha:

“Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações”

A Culpa é das Estrelas é um livro do gênero Romance dramático, que conta a história de Hazel Grace uma jovem prestes a completar dezessete anos de idade e desde o treze sofre com um câncer na tireoide que evoluiu para uma metástase no pulmão que, apesar do encolhendo, não lhe dará mais que alguns anos de vida. Ela abandonou a escola há algum tempo e passa as tardes assistindo America’s Next Top Model, o que não quer dizer que ela seja totalmente infeliz.

“Alguns infinitos são maiores que outros…”

Ela tem que frequentar um Grupo de Apoio liderado por Patrick, o único adulto. Segundo Hazel, a única coisa que salvava o grupo era um menino chamado Isaac, com quem ela nunca conversava verbalmente, apenas por meio de suspiros e que tem um câncer nos olho, que o fez perder um olho.

“Você precisa escolher as causas pelas quais vai lutar nesse mundo.”

Em uma quarta-feira, Hazel está determinada a ficar em casa e assistir America’s Next Top Model, porém, depois da insistência de sua mãe, acaba indo ao grupo, assim mesmo. É nesse dia que ocorre a reviravolta da história dela, ela conhece Augustus Waters, um garoto com Osteosarcoma em remissão e melhor amigo de Isaac. Augustus é lindo e tem sua própria cota de sofrimento, tendo perdido uma perna por conta do câncer. E é claro que daí nasce um relacionamento bastante real, com aspectos dramáticos e muitos momentos fofos.
"A tristeza não nos muda, Hazel. Ela nos revela."

Ela aprendeu certas coisas com o “terceiro melhor amigo dela”, Peter Van Houten,  que é o autor do seu livro preferido “Uma Aflição Imperial” sobre uma menina chamada Anna que tem um tipo raro de leucemia. O grande problema é que o livro acaba no meio de uma frase, como se Anna tivesse ficado doente demais para escrever ou tivesse morrido. Só que isso deixa Hazel sem saber o que aconteceu com os outros personagens da trama e ela escreve diversas cartas para Van Houten, mas ele nunca escreve de volta.


"Ele registra a morte com fidelidade. Você morre no meio da vida, no meio de uma frase."

Depois de algumas situações ela, o Gus e a mãe dela acabam viajando para a Holanda para descobrir o que acontece com os personagens de “Uma Aflição Imperial” e juntos ( Hazel e Gus ) eles vão se apaixonar e vão aproveitar o pequeno infinito que a vida lhes reserva.


“As marcas que os seres humanos deixam são, com frequência, cicatrizes.”

A parti dai, a história dar uma reviravolta extraordinária, que só um autor do calibre do John consegue escrever.



E você ai fã não fique triste pois você verá que logo, logo o filme inspirado no livro A Culpa é das Estrelas chega aos cinemas brasileiros no dia 13 de junho, com pré-estreias no dia 6 de junho.

Confira o trailer:


Comentários:

Uma história emocionante, que dar reviravoltas, muito bem calculados.

A escrita do autor é simples e emocionante. A cada pagina é nos revelado uma surpresa que vai nos deixa de queixo caído.....

Quando terminei este livro fiquei com um misto de sentimentos pelo autor incluindo ódio. Mas no final, eu soube que a vida não é um mar de rosas e que precisamos aceitar o que é nos imposto. E devemos atravessar obstáculos com firmeza e com amor. 

Não há nada que eu possa dizer que vai caracterizar este livro, então paro por aqui.

Muito Obrigado, John Green por nos dar esta maravilhosa obra.

12 comentários:

  1. Gostei... é engraçado como consigo imaginar você falando quando leio o que você escreve!

    ResponderExcluir
  2. Oieeee!
    Eu amei esse livro... De fato, a história é linda, porém, ao lê-lo lembrei de um filme chamado Uma prova de amor com Cameron Diaz... Que conta a história de sua filha, portadora de leucemia... As histórias são um pouco semelhantes no quesito primeiro amor, e etc.
    Amei tua resenha, e espero voltar mais vezes com dicas literárias, afinal, somos amantes de livros, néh!?
    Beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/
    Te seguindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado pelo comentário e espero que volte aqui mais vezes.... rsrs XD

      Excluir
  3. A sua última frase define todo meu sentimento pelo livro. "Obrigada John."
    É justamente isso que senti. Agradecida por ter tido a oportunidade de ler uma obra tão grande.
    Esse livro é importante pra mim por muitos motivos. E a força que ele meu deu na época e continua me dando é impagável.
    Tenho um amiguinho que anda com este livro na mão o tempo todo. Ele já leu inúmeras vezes, e nunca o larga. Pra ele o livro faz parte do corpo dele. Eu digo que é seu chaveiro, rs.
    Enfim, adorei!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Lelê, esse livro veio para ajuda muitas pessoas..... XD

      Excluir
  4. Olá, eu também tive o mesmo que você quando terminei o livro. Essa mistura de emoções. Foi um final diferente do que eu imaginava e que realmente mexeu comigo. Boa resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, quando cheguei no final pensei que ainda não tinha acabado e pensei que veio faltando paginas, mas era o final mesmo.... Fique muito triste T.T, mas é a vida e temos que aceita-la....... Obg pelo comentário.... XD

      Excluir
  5. Oi, Luan!
    Gostei muito da sua resenha, consegui sentir sua indignação com o final hahaha
    Também fiz uma resenha desse livro, se quiser dar uma olhada depois (:
    Gostei do seu blog, estou seguindo!
    beijo

    http://pfslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ^^ Obrigado pela visita e irei dá uma olhada sim!! rsrs

      Excluir