sexta-feira, 6 de março de 2015

Texto - Amor Eterno

Ps: Se você, leitor, quer senti o mesmo que eu quando escrevi este pequeno conto, recomendo que leia devagar, muito devagar e  ouça uma das seguintes músicas:

P!nk - Just Give Me A Reason ft. Nate Ruess

Christina Perri - A Thousand Years 

Escute e deixe que este texto lhe leve aonde fui, e que nossos corações se encontre.


O TEXTO (Conto)

Andei para nosso local favorito, o parque, e lá pude sentir sua presença.
— Por quê? - Disse para o ar - O que aconteceu? Por que fez isso? Por quê?!
— Não queria lhe deixar.
— Você mentiu! Cadê o amor eterno? - Gritei desesperada.
— Não menti, meu amor por você é eterno e nada pode destruir isso que criamos.
— Você despedaçou meu coração e o jogou em uma lixeira como... - Não aguentei termina.
— Não diga isso.
— Por que você fez isso! Por quê? - Perguntei, com lagrímas escorrendo pelo meu rosto.
— Não pude evitar.
— Poderia ser quisesse, você não ligou para o nosso amor, nossa vida.
— Estou sofrendo por você, por nosso futuro que não virá.
— Mentira!
— Não é mentira, sinto por você.
— Eu sei que mentiu para mim. Prometeu-me amor eterno. Mas você me traiu de uma forma que nunca irei perdoa, nunca.
— Não quero que ache isso, meu amor por você é e sempre será eterno. Não diga essas coisas.
— Não quero mentiras... Quero você!
— Eu sei que sofre, mas fique feliz, iremos nos encontra outra vez.
— Não prometa aquilo que não pode cumprir.
Andei até o lago e olhei para meu reflexo ali exibido.
— Eu sempre serei seu e você sabe disso.
— Não, não...
— Nosso amor atravessará gerações e vamos nos amar novamente.
— Não minta de novo pra mim.
— Eu não mito e você sabe disso.
Pude vê-lo, seu reflexo no lago... Atrás de mim.
— Eu... Sei...
— Adeus, meu amor. Sempre estarei do seu lado e nunca irei esquecê-la.
Abaixei-me para tocá-lo, e pude toca sua alma e pude me despedir.
— Adeus...

6 comentários:

  1. Nossa que dor, e lindo, adorei a criatividade para o final.
    E realmente a musica fez toda a diferença <3
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse conto, meus parabéns pela criatividade.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo! Muito emocionante! :)

    ResponderExcluir