quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Resenha: Mulher de Neve - Leena Lehtolainen

Informações do livro:

Autor: Leena Lehtolainen
Editora: Vestígio
Volume: 2
Ano: 2014
Páginas: 320
Onde Compra: Vestígio
Sinopse:

No coração de uma floresta selvagem do sul da Finlândia, em uma magnífica mansão, Elina Rosberg fundou um centro de terapia para acolher mulheres com os mais diversos problemas. Isolado da cidade, o local proíbe a entrada de homens.

No dia seguinte ao Natal, o corpo de Elina é encontrado na neve, com o rosto coberto pela geada. Acidente? Assassinato? Na lista de suspeitos estão as mulheres presentes no momento da tragédia, como a jovem mãe de nove filhos, membro de uma seita religiosa, e uma stripper do bairro boêmio de Helsinque. Um poeta em voga, com quem Elina mantinha um relacionamento, parece ter algo a esconder e também está entre os suspeitos.

Está nas mãos da inspetora Maria Kallio desvendar esse crime, mas ela passa por um momento difícil: recém-casada, sofre de náuseas e de um estranho cansaço, e ainda tem de lidar com as constantes ameaças que recebe desde que se envolveu na investigação. Ela, porém, não se deixa abater e mergulha de cabeça. A tensão, que cresce a cada página, faz deste romance policial um suspense garantido até o último momento.


Vamos a resenha:

“Não conseguia ignorar uma antiga regra de ouro da polícia: quanto mais tempo uma pessoa fica desaparecida, menos chance temos de encontrá-la viva”

Maria Kallio é uma dedicada investigadora de polícia, tendo amor a sua profissão. Maria casou-se recententemente com Antti, a pessoa que Kallio resolveu dividir sua vida. A rotina de Maria é interrompida com um pedido de Elina Rosberg, pedido esse que era para fazer um seminário para suas estagiarias, que vivia na mansão Rosberg, onde homens eram restritamente proibidos, sendo que qualquer serviço que necessitasse era chamado uma mulher para executa-ló.

Depois que a visita foi feita, Maria Kallio recebe a noticia que Elina Rosberg está desaparecida, e que este desaparecimento estava muito estranho, já que não era do feitio de Elina desaparecer assim, muito menos sem dá nenhuma satisfação. Porém Elina é encontrada, na neve.

Comentários:

Este livro foi uma cortesia que o Grupo Autêntica me enviou e quero agradecer-lós por esta surpresa de livro, muito obrigado! Este é o segundo livro que conta a história de Maria, mas não necessariamente é preciso ler em sequência.

Bom, o livro nos apresentar a investigadora Maria Kallio, e logo nas primeiras páginas já peguei amizade com ela, com seu carisma e sua independência, que me fizeram ver que, as mulheres estão ocupando cada vez mais lugares, principalmente em profissão que antigamente somente homens executava.

“– Mulheres jovens e dinheiro, é isso que todos os homens devem desejar! Mais isso não me interessa. Elina era inteligente e sedutora e não queria uma relação em tempo integral, e nem eu” 

A leitura é fluída, mas demorei um pouco para terminar, já que estava sem tempo e tive alguns problemas pessoais( os quais não vem ao caso ), mas terminei e darei minha opinião sobre ele. A leitura é muito envolvente, e a autora consegue brincar com a curiosidade do leitor, pondo muito suspense no enredo do livro.

Além do crime principal, acontece mais alguns, deixando a trama mais envolvente e misteriosa, a autora sempre coloca uma evidencia nos locais, mas nunca percebemos, só no fim que as peças se encaixam, deixando nós satisfeitos e contente, mas ao mesmo tempo triste pela obra ter chegado ao fim.

"Mas e os policiais? Eu tinha o hábito, frequentemente com sucesso, de transformar meu rosto em uma máscara impassível, toda vez que uma pessoa que eu estava interrogando começava a chorar ou a tornar-se violenta. Tinha visto muitas pessoas tentarem escapar de perguntas delicadas se derramando em lágrimas, ou amolecer o coração feminino que eles imaginavam que eu tinha."

Os personagens foram muito bem construídos, tendo cada um seu papel, porém só nas últimas paginas descobrimos quem é quem. Minha personagem preferida foi Maria, com seu desempenho no caso e com sua narrativa, que soube descrever muito bem as cenas e os cenários que se encontrava.

A edição é linda. A capa é misteriosa e deixa-nós com muito curiosidade envolvendo a história, as paginas são amareladas, porém percebi que são de um material mais resistente. Não tem orelha, e os capítulos são numerados.

Uma obra envolvente e que deixa vestígios a cada página virada.

14 comentários:

  1. Oi Luan, parece uma história interessante, e como gosto de suspense policial, fiquei com muita vontade de ler, e essa capa é demais, pena que não tem orelhas. Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :( Pena mesmo, mas a o resto compensa... ^_^

      Excluir
  2. Adorei a resenha, este livro tem uma capa muito linda, e não tem orelha???

    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  3. Que história interessante, já entrou pra minha lista de compra... rsrs

    Que já está grande! 8)

    ResponderExcluir
  4. É o tipo de livro que tem os montes na minha estante, um romance policial com suspense e mistério! Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado... ahh! Estou aceitando doação... rsrs ^_^

      Excluir
  5. Adorei a resenha, me deixou muito curiosa pra ler!

    É um livro que só pela capa já passa uma curiosidade enorme!! Parabéns, adorei mesmo!!

    ResponderExcluir
  6. Adorei esse livro, eu já li e concordo plenamente com suas palavras. O suspense, os mistérios, a Maria... Só amor por este livro... rsrsrs

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  7. O livro tem uma capa muito estranha, mas o importante não é a capa e sim o conteúdo. Fiquei curiosa em relação ao livro, pois é o tipo de leitura que me desperta interesse. bjs http://cantinhodacarolll.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir