sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Entrevista com a autora Lilian Farias

Bom, e vamos inicia a entrevista com a autora de "Mulheres que não sabem chorar"(Resenha) e "O céu é logo ali", Lilian Farias, gostaria de deixar claro que é um imenso prazer está aqui fazendo essa entrevista, podendo assim está tirando minhas dúvidas e curiosidades. 

A autora Lilian Farias


LF: E pra começar, uma pergunta que todos gostaria de saber, a inspiração ou desejo de escrever começou desde quando? 


R: Olha, sempre fui muito criativa, mas se observar, minha temática central é sempre as mulheres. E nesse caso, posso dizer que a leitura do livro Mulheres que correm com os lobos foi o primeiro passo para me definir na literatura e socialmente.


LF: Eu ainda não li "O céu é logo ali", poderia dizer de onde saiu a ideia de escreve-lo. O que o leitor poderá esperar dessa leitura? 


R: O céu é logo ali, escrevi no último período da faculdade e foi um processo em que conversava com moradoras de rua. Transformei suas histórias em romance e poesia. 

Nova capa de "O céu é logo ali"

LF: Agora vamos falar sobre o seu livro "Mulheres que não sabem chorar", da onde saiu a ideia de escreve-lo? Quais foram suas inspirações? 


R: O livro Mulheres que não sabem chorar, na verdade, é a continuação de O céu é logo ali, das pesquisas e conversas que tive com diversas mulheres. Nenhuma das histórias ali presentes, infelizmente, são falsas. Gostaria muito que somente a história de amor que Ana relata no início fosse a real, mas não. 

Minha inspiração está nas mulheres. Amo mulheres; sou mulher! 



LF: Você se identifica com algum personagem que criou? 


R: Me identifico com todas as mulheres da história. Mas Olga tem uma relação especial. 


LF: Todos estão curiosos para saber, quanto tempo levou para escrever "O céu é logo ali", e "Mulheres que não sabem chorar"? 


R: O céu é logo ali, escrevi em 15 dias, mas as pesquisas foram de anos. Mulheres que não sabem chorar, comecei em 2010 e terminei em janeiro deste ano. 

Capa de "Mulheres que não sabem Chorar"


LF: Houve algum bloqueio criativo durante a escrita? 



R: Não diria bloqueio criativo, mas como o livro narra histórias reais, no dia que colhi o depoimento da mulher vítima de violência sexual, precisei parar e respirar. Foi muito forte. Lembrar do dia, ainda meche muito comigo. 


LF: O livro "Mulheres que não sabem chorar", tem um romance entre duas pessoas do mesmo sexo, ou seja, um romance Homoafetivo, e você me contou que houve muito preconceito quanto a isso, poderia nos dizer o que acha sobre isso. Esse preconceito lhe afetou de alguma maneira? 


R: Não serei inocente em dizer que passou batido; sou mais forte que tudo e não incomodou. Até hoje, incomoda. Me afetou financeiramente também. No entanto, também ajudou a divulgar meu livro. São os dois lados de uma mesma moeda. Além disso, estou munida de material para meu novo livro. 

LF: Conte-nos um pouco sobre você Lilian, como leitora, o que costuma ler? 


R: Gosto de tudo. Como sou blogueira, estou sempre lendo de tudo. Lógico que tem aqueles autores que estão no topo da lista, mas deixarei para discorrer sobre eles na pergunta abaixo. 


LF: Você se inspirou em algum autor? Tem autores favoritos? 


R: A Simone de Beauvoir; Clarissa Pinkola Estes; Clarice Lispector; Virginia Woolf; Florbela Espanca; Hilda Hilst; Cassandra Rios etc. 


"Fico perplexa com o fato de as mulheres hoje em dia chorarem tão pouco e, quando o fazem procuram justificativas. Fico preocupada quando a vergonha ou desabito começam a eliminar uma função natural. Ser uma árvore florida e estar cheia de seiva é essencial, senão você pode se quebrar. Chorar faz bem, e é certo. Chorar não cura o dilema, mas permite que o processo continue em vez de entrar em colapso." 



(Clarissa Pinkola Estes) 


LF: Para finalizar, quero agradecer a você pela atenção, carinho e parceria. E principalmente por me proporcionar uma leitura deliciosa e construtiva. Fique à vontade para deixar um recado aos fãs do seu trabalho. Beijos, e até a próxima Lilian. 


R: Quem agradece sou eu, querido. O mundo literário necessita de blogueiros como você. Parabéns pelo trabalho de excelência. 

Convido todas e todos a visitarem minhas páginas no facebook e conhecerem meu trabalho.

Um comentário:

  1. Adorei conhecer um pouco da autora!! Parabéns pelas obras, Lilian!!

    ResponderExcluir